Comportamentos típicos dos 18 esquemas mal adaptativos – Esquema de Abandono

Esquema de Abandono

O comportamento típico mais comum desse esquema reflete o estilo de enfrentamento resignado. O indivíduo é “apegado”, inseguro nas suas conexões afetivas e sociais. Expõe o medo de que essas conexões podem ser  rompidas abruptamente ou se tornem instáveis, refletindo o que ocorreu no seu histórico familiar,  mais precisamente na sua relação parental. Sofre de ansiedade de separação. Esse medo incontrolável intensifica um comportamento autossabotador que sufocará os paceiros ou amigos e provocará o rompimento ou escolhem parceiros que acabam “validando” o  esquema,  pois o abandonarão ou tornarão a relação instável . Prováveis  esquemas compensatórios:  autossacrifício ou subjugação.

No estilo evitativo,  na tentativa de se proteger da dor do esquema, a pessoa evita conexões afetivas  não se entregando ou se aprofundando nos relacionamentos. Quando as situações de vida o forçam a se conectar (se apaixona por alguém, por exemplo) ela sabota o relacionamento. É um comportamento típico daquelas pessoas que tem “medo amar”, não querem se comprometer,  são “solteiros convictos”. Muitos preferem manter relacionamentos afetivos superficiais, com pessoas comprometidas ou distantes física e emocionalmente. Em geral estruturam esquemas compensatórios de inibição emocional (frios, distantes, pouco empáticos e desconectados emocionalmente) e/ou isolamento social/alienação, favorecendo e reforçando o distanciamento.

No estilo hipercompensado, o individuo age com agressividade na tentativa de se proteger do medo inconsciente do abandono. É o típico ciumento, possessivo e controlador.  Pode chegar as últimas consequências na tentativa de se proteger ou se defender do sentimento de  insegurança e vulnerabilidade que os relacionamentos e conexões afetivas provocam. Quando situações de vida ativam o gatilho do esquema (separação, rompimento de amizades) pode querer se vingar.  Crimes passionais onde a pessoa não aceita a separação e se vinga do parceiro (a)”,  são situações típicas onde o esquema de abando hipercompensado foi ativado. Prováveis esquemas compensatórios : postura punitiva, desconfiança/abuso.